19.8.08

Strawberry fields forever...

...e por falar em lembranças...


A memória olfativa me remete imediatamente aos tempos de convento...
aos morangos que insistiam em nascer sempre no início da primavera;
à minha aeróbica para escapar do olhar de rapina da Irmã Edite que me vigiava do corredor do salão.
aos meus pés dentro da sapatilha suja de terra;
às minhas mãos pequenas arrancando os morangos direto da terra;
ao cheiro singular de morango que empregnava a minha boca, e as minhas roupas e cabelos;
à cara de reprovação carinhosa da Irmã Edite;
ao olhar de reprovação pavorosa da Irmã Goretti; (Eu ainda arranco aqueles malditos morangos de lá)


As frutinhas surgiram misteriosamente na primavera dos meus 2 ou 3 anos, sumiam aos primeiros vestígios do inverno, se eu bem me lembro...perto do meu aniversário elas voltavam!

Os flashes voltam de vez em quando.
Diferente de outras lembranças, eu nunca chorei pelos morangos...

...o contrário disso.

2 comentários:

Suani disse...

Morango é bom!

Manô disse...

Eu gosto, mas me dão aftas :/